0800 773 6099
24 horas por dia, todos os dias do ano

Faturas Online Serviços Online

Novas Instalações

É com grande satisfação que o temos como novo ou possível consumidor de Gás Natural Veicular. Este espaço tem como principal objetivo esclarecer as dúvidas que podem surgir ao tornar-se um usuário de GNV. Acesse o conteúdo “Procedimentos de Instalações em Veículo” ou “Procedimento de Novas Instalações em Postos” para conhecer alguns de nossos processos. Caso você tenha outros questionamentos, acesse o link “Dúvidas Frequentes” e caso não encontre a informação desejada, entre em contato conosco. Teremos imenso prazer em atendê-lo.

Instaladoras Credenciadas

Escolher uma instaladora credenciada pelo Inmetro assegura que a oficina escolhida segue todas as especificações técnicas exigidas. É garantia de que você estará seguro ao utilizar o GNV em seu veículo. Conheça as oficinas credenciadas clicando no selo Inmetro abaixo:

Procedimentos de instalações em veículos (FAQ)

Se você deseja utilizar o GNV ou acabou de tornar-se um consumidor, conheça algumas informações importantes a serem seguidas para um melhor aproveitamento e conservação de seu kit:

  • Procure por oficinas registradas no Inmetro para realizar a instalação do kit.
  • Antes de realizar a instalação do kit, você deve ir ao DETRAN e solicitar uma autorização para mudança de combustível, que é feita na hora.
  • Após realizar a instalação do kit, é necessário alterar o documento original de seu veículo junto ao DETRAN.
  • Qualquer serviço a ser realizado no kit e cilindros deverá ser realizado por oficinas homologadas pelo Inmetro.
  • Somente aceite a instalação de kits homologados pelo IBAMA, com todos os componentes fornecidos pelo detentor do CAGN (Certificado Ambiental para Uso do Gás Natural em Veículos Automotores). Se o instalador propuser retirar ou alterar algum componente para baratear o preço, não aceite, pois poderá ser reprovado pelo organismo de inspeção.
  • Nunca tente consertar pequenos defeitos. Procure a convertedora homologada.
  • Exija que o instalador execute o teste de emissões. Deve haver um analisador de gases na própria oficina. Caso não tenha, procure outro fornecedor.
  • Exija a nota fiscal do serviço e do kit com a discriminação de todos os componentes instalados.
  • Exija o "Rol de Qualidade" totalmente preenchido (Regulamento do Inmetro).
  • Os cilindros devem ser de aço próprio para GNV (NBR 12790 ou ISO 4705) e devem ser fixados com suportes adequados.
  • Não permita soldas nos cilindros, pois este será um ponto sem resistência, podendo haver ruptura no material e consequente vazamento de combustível.
  • Jamais utilize cilindro de outro gás para armazenar GNV.
  • Caso conheça algum instalador clandestino, denuncie. Você estará zelando pela segurança de todos.
  • Nunca rode se desconfiar de vazamento. Se notar algo suspeito, procure uma oficina homologada.
  • Não permita que curiosos mexam em seu veículo.
  • Em caso de mau funcionamento, verifique se o filtro de ar, as velas ou qualquer outra parte da ignição estão sujos.

Caso você tenha maiores questionamentos, acesse o link Dúvidas Frequentes e caso não encontre a informação desejada, entre em contato conosco. Teremos imenso prazer em atendê-lo.

Procedimentos de instalações em postos (FAQ)

Se você é proprietário de um posto de combustível e deseja fornecer o GNV em seu estabelecimento entre em conosco com a GasBrasiliano.

Entenda como licenciar seu posto e verifique a disponibilidade de rede de distribuição.

1. Introdução
O Decreto Federal n.o 99.274, de 06/06/90, que regulamenta a Lei Federal n.o 6938, de 31/08/81, define os seguintes tipos de licenças:

I - Licença Prévia (LP)
Na fase preliminar do planejamento da atividade, contendo requisitos básicos a serem atendidos nas fases da localização, instalação, observados os planos municipais, estaduais ou federais de uso do solo;

II - Licença de Instalação (LI)
Autorizando o início da implantação de acordo com as especificações constantes do Projeto Executivo aprovado;

III - Licença de Operação (LO)
Autorizando, após verificações, o início da atividade licenciada e o funcionamento de seus equipamentos de controle de poluição, de acordo com o previsto nas Licenças Prévias e de Instalação."

A Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA n.o 237/97 (dezembro/97), ratificou os tipos de licenças, permitindo, no entanto, onde couber, realizar fases do licenciamento concomitantemente.

Desde janeiro de 1997, dentro do chamado Programa de Regularização e Licenciamento do Comércio Varejista de Combustíveis, a construção de novos postos de combustível, ou ampliações de suas atividades (aumento de atividades potencialmente poluidoras como instalação de troca de óleo, lavagem de veículos e comercialização de gás natural veicular) no Estado do Rio Grande do Sul, é necessário o licenciamento (Licenças Prévia, de Instalação e Operação) junto a Fundação Estadual de Proteção Ambiental.

No caso de troca de tanques subterrâneos de combustíveis é necessária a Licença de Instalação (desde maio/1999), tendo em vista os critérios adotados, conforme a localização e as características geológicas dos empreendimentos, para determinação do tipo de tanques a ser instalado.

2. Instalação de Postos de GNV (obras não iniciadas)
2.1 - Postos de Abastecimento somente de GNV.
2.2 - Postos de GNV a serem implantados em postos de combustíveis líquidos com Licença de Operação (regularizados).
2.3 - Postos de GNV a serem implantados em postos de combustíveis líquidos sem Licença de Operação (não regularizados).

3. Instalação de Postos de GNV (em obras)
3.1 - Postos de Abastecimento somente de GNV.
3.2 - Postos de GNV em implantação (obras) em postos de combustíveis líquidos com Licença de Operação (regularizados).
3.3 - Postos de GNV em implantação em postos de combustíveis líquidos sem Licença de Operação (não regularizados).

4. Postos em Operação
4.1 - Postos de Abastecimento somente de GNV.
4.2 - Postos de GNV em operação junto com postos de combustíveis líquidos com Licença de Operação (regularizados).
4.3 - Postos de GNV em operação em postos de combustíveis líquidos sem Licença de Operação (não regularizados).

5. Observações Finais
Os procedimentos de regularização acima descritos não autorizam a implantação de qualquer atividade sem o prévio licenciamento ambiental, nos termos da legislação já citada, e no Decreto Federal n.o 3.179, de 21/09/1999, que regulamenta a Lei Federal n.o 9605/98, de 12/02/1998 (Lei dos Crimes Ambientais).
Alerta-se também que as licenças requeridas poderão não ser concedidas, caso não sejam atendidos a legislação e os critérios ambientais vigentes.

Caso necessite de maiores informações, entre em contato conosco. Teremos imenso prazer em atendê-lo.

topo