0800 773 6099
24 horas por dia, todos os dias do ano

Faturas Online Serviços Online
Gás Natural Veicular (GNV) continua sendo líder em economia
20/12
Corporativo

Gás Natural Veicular (GNV) continua sendo líder em economia

Tendo em vista as recentes alterações dos preços de todos os combustíveis automotivos, o GNV continua sendo a opção mais econômica para os motoristas, com economia de aproximadamente 35% em relação ao etanol e 43% quando comparado à gasolina.

Nos preços praticados no mercado atualmente, com a gasolina em média a R$ 4,319, o etanol a R$ 2,633 e o GNV a R$ 3,387, o custo para quem roda 100 quilômetros com a gasolina é de cerca de R$ 43,00, com o etanol R$ 38,00 e com o GNV R$ 24,00.

Simule sua economia: A GasBrasilianodisponibiliza um simulador rápido e prático que demonstra a economia frente aos demais combustíveis. Acesse www.gasbrasiliano.com.br/usegnv

Como é a distribuição do gás natural no Estado de São Paulo

A distribuição do gás natural no Estado de São Paulo é dividida em três áreas de concessão, sendo a GasBrasiliano a responsável pela região Noroeste Paulista, contando atualmente com 18 postos revendedores de gás natural veicular (GNV) nos municípios de Araçatuba, Araraquara, Bauru, Ibitinga, Lençóis Paulista, Marília, Matão, Porto Ferreira, Ribeirão Preto e São Carlos.

A Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (ARSESP) é a responsável pela regulação e fiscalização das áreas de concessão, bem como pelas deliberações de reajuste da tarifa do gás natural canalizado. Todas as deliberações podem ser consultadas no site www.arsesp.sp.gov.br.

A tarifa do GNV é composta pelo custo do gás natural, pelos impostos e pela margem da distribuidora.

A margem da distribuidora, que representa 9% da tarifa, é regulada e reajustada pelo IGP-M anualmente. O custo do gás, que representa cerca de 60% do total da tarifa, está associado a variáveis como cotação do dólar e custo do petróleo. Os impostos incidentes, que são PIS, COFINS e ICMS, representam aproximadamente 31% da tarifa.

Os valores praticados nos postos, além da tarifa determinada pela ARSESP, são acrescidos de outros custos, como a compressão do gás, energia elétrica e a margem do revendedor.

Tratando-se de três distribuidoras no Estado, com contratos assinados em períodos distintos, a tarifa é específica para cada área de concessão e cada concessionária tem seus reajustes tarifários deliberados em momentos distintos, sendo o reajuste da GasBrasiliano realizado ordinariamente todo mês de dezembro, podendo a variação ser para mais ou para menos, a depender das variáveis citadas anteriormente.

Assessoria de Comunicação