0800 773 6099
24 horas por dia, todos os dias do ano

Faturas Online Serviços Online
17/03
Saiu na Mídia

Doria prorroga suspensão no corte de água e gás canalizado para empresas em SP

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira que estendeu até 30 de abril a medida que impede o corte no fornecimento de gás e água de estabelecimentos comerciais no Estado. O prazo anterior para vencimento era 31 de março.

Segundo Doria, os comerciantes que tiverem débitos com Sabesp, Comgás, Naturgy e GasBrasiliano poderão renegociar suas dívidas para pagamento em 12 vezes sem juros e multas.

“Proprietários de pequenos e médios estabelecimentos comerciais, principalmente bares e restaurantes, que não conseguiram pagar suas contas não terão seus nomes negativados e as dívidas poderão ser negociadas para o pagamento sem aplicação de nenhuma multa ou juros”, disse ele.

A medida foi anunciada durante coletiva que detalhou medidas adotadas pelo governo para conter a pandemia do novo coronavírus, e são válidas para consumidores que demandem até 100 metros cúbicos por mês (m³/mês) no caso da Sabesp, e de 150 m³ das distribuidoras de gás.

Energia

O governo de São Paulo pediu na terça-feira que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) adote medidas para impedir o corte no fornecimento de luz de consumidores do Estado, disse o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, durante evento de atualização das medidas adotadas no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

Segundo ele, houve uma reunião na terça com o diretor da Aneel, André Pepitone, para debater o tema, que deve entrar na pauta da agência nos próximos dias. “Ontem mantivemos contatos com a diretoria da Aneel, para que medidas sejam adotadas na energia elétrica, e recebemos do presidente André Pepitone a indicação de que esse assunto será tema de discussão ainda nesta semana”, disse.

Fonte: Isto é

 

  • Cocal investe em etanol e em unidade de biogás Com aporte de US$ 70 milhões, empresa paulista aumenta a aposta na renovação de sua matriz energética

    O Grupo Cocal vai investir US$ 70 milhões para ampliar sua produção de etanol e renovar sua matriz energética. Os recursos serão usados na construção de uma fábrica de biogás, produzido a partir do processamento de subprodutos da moagem da cana-de-açúcar. O insumo será transformado em biometano e energia elétrica para abastecer residências, comércio, indústrias e veículos no interior de São Paulo.

  • RP pode ter ônibus a gás

    O SuperaLab – laboratório de inovação aberta –, inaugu­rado nesta segunda-feira, 9 de agosto, no Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto, irá sediar um estudo sobre impactos da utili­zação do gás natural no trans­porte público no município. O projeto GasBrasiliano Inova­tion Hub (GaBih) é promovi­do pela empresa responsável pela distribuição de gás natural canalizado na região N

  • Planos da GasBrasiliano para integração dos setores de agronegócio e gás

    A GasBrasiliano, controlada pela estatal de petróleo e gás Petrobras por meio de sua holding de distribuição Gaspetro, é responsável pela distribuição de gás natural por dutos em 375 municípios do noroeste do estado de São Paulo.